marcadores

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O uso do termo "gótico" na História





Desde a década de 90 a subcultura começou a sofrer de algumas distorções por parte de enganos frequentes como o de que o termo gótico sempre esteve ligado através da história e, portanto os góticos de hoje seriam legítimos descendentes dos visigodos, godos, ostrogodos, entre outros.

Que esses mesmo teriam iniciado o estilo arquitectónico de construções sacras e também a literatura, quando na verdade as catedrais góticas só começaram a ser construídas no século XI e nem sequer se recebiam esse nome na época em que foram instauradas como arte sacra, pois expressavam a ideologia e estética da igreja católica na época.

Os renascentistas e iluministas, que se opunham à ideologia católica da época medieval, as chamaram, pejorativamente, “Góticas” muito depois, justamente como critica. Na época de sua construção eram chamadas "opus francigenarum"(arte francesa). Quanto aos bárbaros "Godos", que invadiram o império romano, foi um acontecimento dado por volta do século V, logo se vê então que são mais de cinco séculos de diferença histórica cultural, o que já havia feito uma diluição da cultura dos godos na Europa.

Do marco da construção das catedrais góticas (Do século XI até XIV) até a época em que surgiu um movimento literário chamado gótico e outro chamado romantismo (Século XVIII para XIX) já haviam se passados mais outros tantos séculos de diferença cultural e, portanto, a imagem de Gótico foi estabelecida como sombrio, fantasmagórico, misterioso, para criticar aqueles que tinham criticado o fim da Idade Média. O que era um nome pejorativo passou a ser um nome designador de uma estética “legal”. Terminamos assim de falar do sentido da palavra através do tempo sem ligá-la totalmente à subcultura e mostrar que até esse ponto os góticos da cultura iniciada na década de 80 não são descendentes dos Góticos dos séculos passados de forma alguma, pois nem sequer eles mesmos tiveram alguma ligação através de suas épocas. A ligação dos góticos contemporâneos com os antigos movimentos artísticos assim intitulados está nas músicas e na estética de forma indirecta. Pra começar, a subcultura gótica não possui literatura própria, mas existem vários estilos literários apreciados por seus integrantes, entre eles, no Romance Gótico (Walpole, Mary Shelley, etc), Romantismo (William Blake, Lord Byron, Edgar Allan Poe, etc) a poesia Simbolista/Decadentista (Baudelaire, T.S. Elliot, Rimbaud, Oscar Wilde, etc) o romance Existencialista (Camus, Sartre, etc), Literatura Beat (Ginsberg, William Burroughs), entre outros.

Dessa forma, essa subcultura fez releituras ou sátiras da Literatura Gótica. Essa literatura também serviu de tema para movimentos artísticos anteriores, que influenciaram a cultura estética dos anos 1980, como por exemplo o Expressionismo.

Na literatura brasileira, os autores mais respeitados por integrantes do movimento gótico são: Augusto dos Anjos, Álvares de Azevedo, Cruz e Sousa e Alphonsus de Guimarães. Dentro da literatura portuguesa os autores mais respeitados são Eça de Queirós, Fernando Pessoa, Lima de Freitas, Camilo Pessanha, Florbela Espanca, David Soares, Mário de Sá Carneiro entre outros.

7 comentários:

Alex disse...

nossa, eu acho tão... super legais esses tipos de construções!

http://comofasq.blogspot.com

Lara Sousa disse...

Eu acho lindo a arte gótica, as Igrejas medievais era lindas, apesar do dualismo e obscuridade

Diogo Stanley disse...

pow mt maneiro artes assim
bom blog

http://diogostanley.blogspot.com/

adenilson disse...

q arkitetura maravilhosa -*

parabens pelo blog.
primeira vez aki
espero voltar mais vezes.sucesso.
abraço e bom fds.
humor, imprestação de desserviço e diver.são coisas que devemos ter como seguimento ideológico.
sendo assim, seja bem vind no:

www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

Samantha Rynald disse...

Realmente, o termo gótico é muito abrangente. Pode se referir à arquitetura, à literatura, à um estilo musical, tribo...

Eu pessoalmente adoro arquitetura gótica. Na minha cidade a catedral é estilo neo-gotico. A-m-o!

caroline caiana disse...

eu adoro essa coisa meio dark que é o gótico hoje.
eu não sabia de muita coisa do texto, que por sinal é muito bom e esclarecedor!

[PK] disse...

AAAA que castelos lindos *-*

http://eutambemteodeio.blogspot.com/

 
©2007 '' Por Elke di Barros